URGENTE

Defesa Civil Intensifica apoio às comunidades afetadas pela cheia do Madeira

Defesa Civil Intensifica apoio às comunidades afetadas pela cheia do Madeira
A Defesa Civil esteve na comunidade de Mutuns, no Baixo Madeira, na manhã desta quarta-feira,04, para verificar as demandas dos moradores afetados pela cheia do rio Madeira. Como precaução, foram montadas três barracas em local seguro para abrigar famílias em caso de urgência.
“A determinação do prefeito Hildon Chaves é que nos adiantemos às situações difíceis e que 100% dos ribeirinhos atingidos sejam atendidos pela Prefeitura”, afirmou o diretor da Defesa Civil Municipal, Marcelo dos Santos.
A equipe comandada pelo gerente de operações da Defesa Civil, Rogério Félix, foi acompanhada do presidente da Associação de Moradores, Produtores Rurais de Mutuns e Baixo Madeira (Amprumbam), Severino dos Passos Nobre.
A primeira família a receber a visita da equipe foi da moradora Ivonea Pantoja de Souza, que já se encontra abrigada em barraca disponibilizada pela Prefeitura anteriormente.
Estrada
Nobre ainda levou a equipe até a casa de João Martins, morador da linha vicinal rural C-01, que liga as comunidades de Bom Jardim, São Miguel, Silveira e Pau D’arco, entre outras. “Essa estrada é essencial para a locomoção dos moradores, mas atualmente o que vemos aqui é muita água, por isso o transporte só pode ser feito através de voadeira ou canoa”, disse o presidente da Amprumbam.
Por conta da enchente, o senhor João perdeu cerca de mil pés de banana. Os animais - galinhas e cachorros - ficam abrigados em cima da mesa, mesmo assim correm o risco de serem atacados por cobras e jacarés.
"Moro aqui há 55 anos e nunca fomos tão castigados como nos últimos anos. Meus oito filhos agora moram na cidade, aqui está apenas eu, minha esposa e dois netos. Termos que recomeçar tudo”, declarou com a voz embargada e lágrimas nos olhos.

Nenhum comentário