URGENTE

Modelo Capa da Sexy fala sobre sua luta contra a depressão




Beatriz Rios tem apenas 26 anos de idade, mas já é considerada uma das mulheres mais sexy da mídia nacional.


A musa que nasceu em Indaiatuba, interior de São Paulo, começou sua carreira muito jovem. Aonde seu objetivo principal era se consolidar na carreira de modelo, alcançando uma visibilidade nacional e internacional.


A linda morena posou para Revista Sexy e suas fotos se tornaram virais na rede social da revista, um sucesso.


Beatriz é realmente dona de um ‘’corpo surreal’’. Ela tem nada menos do que 104cm de bumbum, 96cm de busto e 56cm de cintura distribuídos por 60kg.


Mas apesar do sucesso e da realização profissional, assim como diversas outras modelos, atrizes e personalidades públicas, Beatriz Rios não está isenta de ter passar por problemas da vida real, diferentes do mundo belo e glamouroso dos ensaios e mídias sociais.


A modelo abriu o coração e contou que atualmente está passando por um momento difícil em sua carreira. Ela tem enfrentado um quadro de depressão e crise do pânico, onde precisa de cuidados e medicação, que alguns momentos a impediram de ter uma vida normal.


Beatriz conta como tudo começou: “ após passar por uma cirurgia aonde fui submetida a uma anestesia geral, passei a ter crises e síndrome do pânico Estou agora me recuperando da cirurgia para dar encaminhamento aos médicos que irão tratar dessa questão, mas estou sob medicação forte, tarja preta, e contando com a ajuda de parentes, amigos e pessoas próximas para me ajudar, motivar, e me ajudar a sair dessa”.


A modelo também conta como se sente durante as crises: “E bem difícil pois sinto falta de ar, a garganta fecha, coração acelerado, mexe com todo o corpo. Sinto indisposição, tontura, vontade de chorar, e naquele momento não consigo fazer nada sozinha”.


Vale lembrar que nesse mesmo ano o Padre Fabio de Melo declarou que também que já sofreu com síndrome do pânico e um quadro depressivo, assim como Beatriz. Ele usou as redes sociais para falar da necessidade de alerta das pessoas que a doença não é uma brincadeira e precisa de atenção devida.









Créditos para:
Foto: Divulgação / PressWoman

Nenhum comentário