URGENTE

Bolsonaro quer coronel Crisóstomo no comando do PSL de Rondônia



E o comando do partido?

Marcos Rocha já disse a interlocutores que não abre mão da presidência, que tomou num golpe conhecido e vivenciado por poucos, que tem não apenas testemunhas, mas gravações e documentos.

Essa historinha que conhece Bolsonaro há décadas é fake news daquelas bem sem-vergonhas. Vê-se como lhe falta cultura política. Isto vai prejudicar e muito o PSL.

De outro lado, o deputado federal eleito, coronel Chrisóstomo, que seria o natural presidente, está apático, imobilizado, como se Marcos Rocha o tivesse sob os pés.

Uma fonte presenciou uma ligação do presidente do PSL, Antônio Bivar, para o deputado Chrisóstomo, e o líder nacional da sigla teria afirmado em alto e bom som que, a partir do dia primeiro de novembro, ele seria o novo presidente do partido. Novembro vai acabar logo e a palavra dada não sobreviveu à realidade.

Ou Bivar não tem palavra ou Chrisóstomo não tem estofo político. Ou pior: não sabe qual o poder de um deputado federal. Sabe-se que em uma reunião a portas fechadas com Marcos Rocha e Chrisóstomo, Bolsonaro teria dito: “Coronel – dirigindo-se a Chrisóstomo – eu não quero governador, eu quero e preciso eleger deputado federal, governador existe só pra pedir e deputado federal é pra me ajudar”.

Parece que a falta de cultura política, de posicionamento, de capacidade e liderança, criou um vírus inoculado no PSL Rondônia. Ou seja, quem manda no PSL é o deputado!

Nenhum comentário