URGENTE

IRRESPONSABILIDADE: Mais de mil crianças não vão começar o ano letivo por falta de transporte







Ao todo, 20 unidades escolares, sendo 16 municipais e 4 estaduais, não terão como receber seus alunos

Mais de mil crianças devem permanecer fora da sala de aula até o final do mês de abril na zona rural e comunidades ribeirinhas de Porto Velho. O motivo é a falta de embarcações para o transporte escolar fluvial na região. O anuncio foi realizado pela prefeitura.


Ao todo, 20 unidades escolares, sendo 16 municipais e 4 estaduais, não terão como receber seus alunos que dependem desse serviço que deveria ser disponibilizado pela poder público. No entanto, desde o ano passado é tema de confusão e muitos transtornos para alunos e seus familiares.


De acordo com a Prefeitura de Porto Velho, um chamamento público foi realizado para contratar o serviço a empresa “Performance”, que foi a vencedora do certame. Mas será necessário esperar, pelo menos, 15 dias para realizar todo o trabalho de logística que garante o início da realização do serviço.


O certo é que mais de mil crianças correm um sério risco de incitarem o ano letivo no mês de maio. Já para os 5.024 alunos da rede escolar rural e que utilizam o transporte terrestre, a garantia da prefeitura é de que as aulas comecem nesta segunda (1).



RONDONIAOVIVO

30 de Março de 2019 às 11:17

Nenhum comentário